sexta-feira, 2 de março de 2007

CARMEM DAMETTO - DOENÇAS MENTAIS E SEU TRATAMENTO

CARMEM DAMETTO - DOENÇAS MENTAIS E SEU TRATAMENTO

A idéia do Blog vem do fato de eu pensar que tenho uma longa experiência que me foi proporcionada por mestres, colegas e pacientes, a qual tenho o dever de passar adiante para que os que quiserem me ler.

Minha experiência com doenças mentais começou no primeiro ano da Faculdade de Medicina da UFRGS em 1960, na primeira comunidade terapêutica fundada no Brasil. Nela se aprendia sob a direção de Marcelo Blaya Perez, como tratar doentes de forma humana e carinhosa, com psicoterapia, terapia ocupacional e medicamento. Meus 6 anos de Faculdade foram passados lá, onde continuei com residência e pós-graduaçao em Psiquiatria por 2 anos. Vim ao Rio de Janeiro, me tratei e fiz o Curso de Psicanálise na SBPRJ, 5 anos. Logo, dos meus 65 anos, passei convivendo com e estudando as doenças mentais há mais ou menos 40 anos.

Proponho-me neste Blog colocar artigos que acho serem inteligíveis por qualquer pessoa.

4 comentários:

Regina Lopes de França disse...

Oi Doutora Carmem depois de tanto tempo consegui reencontrar a sua pessoa. saiba que para mim foi um enorme prazer em trabalhar com a senhora.
Atenciosamente.
Regina L. França

Mila disse...

Drª Carmem estou ecrevendo minha monografia de conclusão do curso de psicologia, sobre Acompanhamento Terapêutico.Sou de Recife e faço a formação em AT com Marcus Cahú. Tanto ele quando Drº Marcus Túlio, seu ex- auxilar psiquiátrico na casa margaridas, falam muito bem de seus trabalhos nessa área.Será que a senhora poderia e indicar algum material seu sobre essa temática?
Grata!

Milena Donato
milenadonato@yahoo.c.br

Juliana Ribeiro disse...

Dra. Carmem

Meu nome é José Carlos Pelosi, jornalista, autor de uma matéria no Caderno Ciências do Jornal do Brasil, com o título “ Homeopatia usa drogas proibidas”. Nela , eu a entrevisto no penúltimo parágrafo, onde foi publicado: “Segundo Carmem, no cérebro dos esquizofrênicos existe uma substância muito parecida com o LSD, a taraxeína. Para eles, a dosagem do LSD 30, pelo princípio homeopático dos semelhantes, acaba se revelando um poderoso tranqüilizante, sem os terríveis efeitos colaterais das drogas normalmente usadas no tratamento”.

Ocorre que estou preparando uma monografia – “Informação e Sustentabilidade” – tratando nas subjetividades que são criadas no inconsciente coletivo, da forma como notícias importantes, que mexem com o coletivo, são tratadas pela imprensa. (sou pós graduado em Gestão Ambiental pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente- Pnuma/UFRJ).

Ao falar das subjetividades, passo pelas Três Ecologias, de Felix Guattari, e pela Teoria da Cognição de Maturana e Varela. Preciso de um acompanhamento seu, na área da Psicologia.

Só consegui o contato pelo Blog. Se houvesse a chance de ter o seu e.mail, enviaria a matéria publicada no JB.

José Carlos Pelosi, meu e-mail é: jcpelosi@gmail.com

Edjane Maria disse...

Dra Carmem astou na conclusão do curso de Acompanhamemnto Terapeutico. Sou de Recife e faço a formação em AT com Marcos Cahú.Será que a senhora poderia e indicar algum material seu sobre essa temática? Grata! Edjane Maria. edjanemariacaldas@hotmeil.com